Projeto de ecossistema de Dourados, em MS, será lançado em 3 de setembro

Embrapa Agropecuária Oeste está entre os cocriadores do projeto que leva em consideração os potenciais do município

Instituições públicas e privadas de pesquisa, fomento, de ensino, do sistema S e do meio empresarial lançam projeto com planejamento de atuação em inovação de Dourados (Mato Grosso do Sul) em várias vertentes, em 3 de setembro, às 14h (horário de MS). É o “Planejamento do Ecossistema de Inovação de Dourados”. O evento é on-line e gratuito e, para participar, os interessados devem realizar as inscrições previamente pelo: https://bit.ly/3lDQ12n. Após a inscrição, o participante receberá o link do evento por e-mail.

O cientista, professor e empreendedor Silvio Meira será o palestrante que levará seus conhecimentos sobre inovação ao público. Ele atua na área de engenharia de software e inovação. Para conhecer mais sobre ele, veja em https://bit.ly/3hT3m4E .

Os cocriadores do projeto, que começaram a delinear o planejamento entre fevereiro e julho de 2020, levaram em consideração as “vocações, potenciais, tendências, oportunidades, atores, vertentes do radar de inovação, pontos fortes e fracos, nível de maturidade; estratégias prioritárias e plano de ação para os próximos 5 anos”, como é informado no relatório. Segundo eles, “o trabalho foi desenvolvido a partir da metodologia criada pelo Sebrae Paraná, em parceria com a Fundação CERTI, de Santa Catarina”.

O propósito do documento é que Dourados, segundo maior município de Mato Grosso do Sul, possa “se posicionar como um polo científico e tecnológico, com reflexo no mercado. A capacidade instalada do município, com todos os seus ativos de inovação, permite a Dourados elevada visibilidade tanto no cenário sul mato-grossense, quanto no nacional”, afirmam os cocriadores do planejamento.

Entre os integrantes da equipe da Embrapa Agropecuária Oeste estão Auro Akio Otsubo, chefe-adjunto de transferência de tecnologia, Carmen Pezarico, especialista de transferência em tecnologia, e Rafael Zanoni Fontes, especialista em Desenvolvimento Institucional. Harley Nonato de Oliveira, chefe-geral do centro de pesquisas, diz que desde o início a Embrapa Agropecuária Oeste viu nesse projeto “uma oportunidade de maior integração e interação entre as diferentes instituições de Dourados, que com certeza irão contribuir para transformar Ciência em Inovação, trazendo ganhos para a sociedade em geral”.

A abertura do evento contará com o governo estadual de Mato Grosso do Sul, Maristela de Oliveira França (Representante Sebrae), Harley Nonato de Oliveira (chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste), Rosa Maria D’amato de Dea (Representante UNIGRAN), Mirlene Ferreira Macedo Damazio (Representante UFGD), Laércio Alves de Carvalho (Representante UEMS), Elaine Borges Monteiro Cassiano (Representante IFMS) e Nilson Aparecido dos Santos (Representante ACED).

Organizadores – Sebrae, Embrapa Agropecuária Oeste, Associação Comercial e Empresarial de Dourados/MS (Aced), Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS/MS), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Aceleradora Inova Unigran, Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), Locomotiva Coworking, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, Senai, Senar e Sesi.

Matéria elaborada pela jornalista Sílvia Zoche Borges (DRT-MG 08223) e pela Assessoria de Imprensa da Embrapa Agropecuária Oeste. Esse texto foi publicado originalmente no site oficial da instituição.

Postado em Notícias com as tags , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *